PRESCRIÇÃO NAS AÇÕES DE REGRESSO – CASO EM QUE O AGENTE PÚBLICO É O CAUSADOR DE DANO A TERCEIROS

José Luiz de Moura Faleiros Júnior, Frederico Cardoso de Miranda

Resumo


O presente trabalho analisa a prescrição nas ações de regresso do Estado no caso em que este é condenado ao pagamento de indenização por danos a terceiros, sendo que tais danos advêm da ação de agentes públicos. A hipótese de pesquisa se lastreia na possibilidade e na obrigação do Estado em propor a ação regressiva e, ainda, apontar se sobre essa ação se aplica o instituto da prescrição. Caso possa ser aplicado esse instituto, qual o prazo de prescrição, com a intenção de reviver o tema e saber se o entendimento da jurisprudência permanece inalterado. A análise pautar-se-á, cientificamente, pelo método de abordagem histórico-sociológico, com implementação de substratos de pesquisa bibliográfico-doutrinária da interação entre o direito administrativo e o constitucional, além de estudos jurisprudenciais. Ao final, procurar-se-á extrair compreensão coesa quanto à possibilidade ou à impossibilidade de prescrição da ação regressiva do Estado contra o agente causador do dano.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Roger Silva. Responsabilidade civil objetiva: do risco à solidariedade. São Paulo: Atlas, 2007.

ARAÚJO, Edmir Netto de. Curso de direito administrativo. São Paulo: Saraiva, 2005.

BORGES, Cyonil, SÁ, Adriel. Manual de direito administrativo facilitado. 2. ed. Salvador: JusPodivm, 2017.

BRAGA NETTO, Felipe Peixoto. Manual da responsabilidade civil do Estado: à luz da jurisprudência do STF e do STJ e da teoria dos direitos fundamentais. 2. ed. Salvador: JusPodivm, 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 26 nov. 2018.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça (2. Turma). REsp. 1.501.621/DF. Processual Civil e Administrativo. Responsabilidade Civil do Estado. Ação regressiva contra servidores. Sentença transitada em julgado. [...]. Relator: Ministro: Humberto Martins, 24 de março de 2015. Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, DF, 30 mar. 2015. Disponível em: https://ww2.stj.jus.br/processo/revista/documento/mediado/?componente=ITA&sequencial=1394310&num_registro=201402924167&data=20150330&formato=HTML. Acesso em: 26 nov. 2018.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça (1. Turma). AgRg no AREsp. 139.358/SP. Administrativo. Responsabilidade Civil do Estado. Erro Médico. Denunciação da Lide. Faculdade. [...]. Relator: Ministro Ari Pargendler, 26 nov.2013. Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, DF, 4 dez. 2013. Disponível em: https://ww2.stj.jus.br/processo/revista/documento/mediado/?componente=ITA&sequencial=1284802&num_registro=201200301351&data=20131204&formato=HTML. Acesso em: 26 nov. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal (2. Turma). AgRg no RE: 578.428/RS. Agravo Regimental em Recurso Extraordinário. § 5º do art. 37 da Constituição Precedentes. 1. O Plenário do Supremo Tribunal Federal no julgamento do MS 26.310, da relatoria do ministro Ricardo Lewandowski, decidiu pela imprescritibilidade de ações de ressarcimento de danos ao erário. [...]. Relator: Ministro Ayres Britto, 13 set. 2011. Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, DF, 11 nov. 2011. Disponível em: http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=AC&docID=629621. Acesso em: 26 nov. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal (Tribunal Pleno). RE 669.069/MG. Constitucional e Civil. Ressarcimento ao Erário. Imprescritibilidade. Sentido e alcance do art. 37, § 5º, da Constituição. 1. É imprescritível a ação de reparação de danos à Fazenda Pública decorrente de ilícito civil. [...]. Relator: Mininstro Teori Zavascki, 3 fev. 2016, Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, DF, 27 abr. 2016. Disponível em: http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=10810061. Acesso em: 26 nov. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal (Tribunal Pleno). RE 852.475/SP. Direito Constitucional. Direito Administrativo. Ressarcimento ao Erário. Imprescritibilidade. [...]. Relator: Ministro Alexandre de Moraes, Relator do Acórdão: Ministro Edson Fachin, 8 ago. 2018. Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, DF, 22 mar. 2019. Disponível em: http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=749427786. Acesso em: 26 nov. 2018.

CAHALI, Yussef Said. Responsabilidade civil do Estado. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2007.

CAVALIERI FILHO, Sergio. Programa de responsabilidade civil. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

CRETELLA JÚNIOR, José. O Estado e a obrigação de indenizar. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2002.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. 31. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2018.

FAGUNDES, Miguel Seabra. O Direito Administrativo na futura Constituição. Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, v. 168, n. 4, p. 1-10, abr./jun. 1987.

FALEIROS JÚNIOR, José Luiz de Moura. As peculiaridades processuais das ações de responsabilidade civil propostas contra o Estado. Amagis Jurídica, Belo Horizonte, n. 13, v. II, p. 101-126, jul./dez. 2015.

GONÇALVES, Carlos Roberto. Responsabilidade civil. 11. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

KELSEN, Hans. O Estado como integração. Trad. Plínio Fernandes Toledo. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MEDAUAR, Odete. Direito administrativo moderno. 21. ed. Belo Horizonte: Fórum, 2018.

MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo. Curso de direito administrativo: parte introdutória; parte geral; parte especial. 14. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

NEVES, Daniel Amorim Assumpção. Manual de direito processual civil. 9. ed. Salvador: JusPodivm, 2017.

OLIVEIRA, Rafael Carvalho Rezende. Curso de direito administrativo. 26. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2018.

PERELMAN, Chaïm. Lógica jurídica. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004, p. 13.

SEVERO, Sérgio. Tratado da responsabilidade pública. São Paulo: Saraiva, 2009.

SILVA, Almiro do Couto. A responsabilidade extracontratual do Estado no direito brasileiro. Porto Alegre: original do autor, 2000.

WILLEMAN, Flávio de Araújo. Prescrição das Ações Indenizatórias contra o Poder Público e o Código Civil de 2002. Revista da EMERJ, Rio de Janeiro, v. 12, n. 47, p. 197-214, 2009.

ZAVASCKI, Teori Albino. Processo Coletivo: tutela de direitos coletivos e tutela coletiva de direitos. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.